Melhores Discos de Heavy Metal de 2010

4 de jan de 2011


Como todo final/começo de ano que se preze, é necessário criar uma lista com os melhores do ano que se foi. No caso do CAFÉ COM ÓCIO, que é um site com uma quantidade bastante abrangente de temas, escolhemos apenas um deles para criar um top: o Heavy Metal. Essa escolha se deve principalmente ao fato de que é o assunto do qual este redator mais esteve familiarizado com lançamentos em 2010. Já que filmes e livros, os que vi/li, na maioria dos casos, não foram lançados neste ano.

Desta forma, a lista a seguir é a dos 10 melhores álbuns de Heavy Metal lançados em 2010. Desde já deixo claro que injustiças podem ter sido feitas, uma vez em neste ano que passou, tivemos excelentes lançamentos em profusão dentro do rock pesado. Inclusive contando com diversos medalhões do estilo colocando seus novos discos no mercado. Então, fazer essa lista não foi tarefa das mais fáceis. Quer dizer, ouvir todos estes discos foi muito divertido. Mas eleger apenas uma dezena para figurar aqui e escolher a ordem deles, foi deveras complicado.

Abaixo segue a supracitada lista. Você concorda com ela? Deixe sua opinião nos comentários.


1-            Blood of the Nations – Accept

Após 14 anos sem um disco de inéditas, eis que o ACCEPT volta à cena com um novo vocalista e lança este maravilhoso “Blood of the Nations”. Um álbum que fará miséria com o seu pescoço. Isso aqui é Heavy Metal puro. Uma verdadeira aula de como compor músicas fortes, pesadas, empolgantes e muito legais. Neste disco não existe música ruim e nem abaixo da média, todas são excelentes e soam como o rock pesado deve soar. Um novo clássico na longa carreira do grupo. Obrigatório para todos que se dizem headbanger. Heavy Metal feito por quem entende e ama o estilo.    


2-            At the Edge of Time - Blind Guardian

Se o primeiro colocado mostrou como o Metal deve ser, este algum do BLIND GUARDIAN mostra até onde o estilo pode ir e todas as barreiras que ele pode ultrapassar. “At the Edge of Time” é bombástico, melodioso e mesmo assim é pesado. Neste disco a banda viaja por caminhos conhecidos e também desbrava novos trajetos, apostando em orquestrações e ritmos nunca dantes utilizados pelo grupo.  O resultado é um disco denso e belo, outra grande obra para a fenomenal discografia dos bardos, que desde sua formação mostra talento e criatividade acimas da média.


3-            Discipline of Hate – Korzus

Depois do fantástico “Ties of Blood” (2004), a expectativa para um novo álbum dos veteranos do KORZUS só fez crescer. E depois de uma demora de seis anos, só posso dizer que a espera valeu a pena. “Discipline of Hate” consegue ser ainda melhor que seu antecessor. Dito isto, já dá pra imaginar que este novo disco é um monstro metálico. Nele a banda brasileira mostra todo seu poder de fogo em seu Thrash Metal da mais alta qualidade. Nunca as composições do grupo soaram tão viscerais. Depois de mais de 20 anos na estrada, essa valente banda chega a seu  auge e merecido lugar de destaque com este disco. 


4-            Sting in the Tail – Scorpions

Este álbum é o décimo sétimo disco de estúdio dos alemães do SCOPRIONS e também deve ser o último, já que a banda anunciou sua aposentadoria depois de sua turnê. “Sting in the Tail” mostra os dinossauros em plena forma. O Hard Rock praticado pelo grupo soa vigoroso e de certa forma, nostálgico, refletindo o auge de sua carreira nos anos 80. Estão tudo aqui, as canções genuinamente roqueiras e energéticas com riffs caprichados, assim como as baladas emocionais, que fizeram deles um verdadeiro fenômeno de vendas. Um grande disco que só faz lamentarmos ainda mais a aposentadoria do grupo.


5-            The Never Ending Way of ORwarriOR - Orphaned Land

Formada em 1991 e com apenas quatro discos lançados (resultado de uma pausa que durou seis anos) a banda israelense começou a chamar a atenção com o disco “Mabool” (2004). Ainda pouco conhecida no Brasil, a banda lançou este maravilhoso “The Never Ending Way of ORwarriOR”. No novo disco o grupo dá continuidade a sua mistura de Doom e Prog Metal com música tradicional do oriente médio. O fruto disso pode parecer esquisito de se imaginar, mas casa perfeitamente nas músicas da banda. Mais uma prova de que o Heavy Metal não possui fronteiras e que seus músicos são de grande talento. Um som fascinante.


6-            Angel of Babylon/ The Wicked Symphony – Avantasia

Depois de dois dos mais aclamados discos da história do Metal Melódico com suas duas partes da “Metal Opera”, Tobias Sammet resolveu sair da zona de conforto lançando “The Scarecrow” (2008) que trazia uma veia mais Hard Rock e uma nova saga. Na dobradinha “Angel of Babylon” e “The Wicked Symphony”, temos a continuação da história iniciada no álbum anterior. E aqui a sonoridade também é mantida. Em ambos os discos Tobias e seus convidados estrelados desfilam excelentes composições e performances maravilhosas, passeando por todas as vertentes do Hard n Heavy. Destaque, como sempre, para o vocalista Jorn Lande que quando abre a boca não sobre para mais ninguém.


7-            Aqua – Angra

O ANGRA é outra daquelas bandas que dificilmente se repetem e sempre buscam inovações. Em “Aqua” não foi diferente. O novo disco da banda traz uma sonoridade diferente de seus antecessores, com canções de certa forma mais suaves, mas que apresentam muito bom gosto em suas composições e, como sempre, fazem transbordar o imenso talento de seus integrantes. Alguns vão dizer que faltou peso neste álbum, mas não vão discordar que as músicas são fascinantes.


8-            Poetry for the Poisoned  - Kamelot

O KAMELOT é uma das maiores bandas da atualidade, não à toa, pois é uma das mais criativas de seu estilo e suas composições sempre são de qualidade acima da média. Neste “Poetry of the Poisened” não é diferente. Porém aqui, a banda não manteve a evolução que vinha crescendo a cada novo disco. É como se esse álbum começasse exatamente de onde havia parado o anterior, o excepcional “Ghost Opera” (2007). Estão aqui o clima sombrio de seu antecessor e a musicalidade dramática resultando em mais um álbum muito bom, mas que dessa vez, não conseguiu trazer nenhuma grande novidade. Mesmo assim, um baita disco.


9-            7 Sinners – Helloween

O HELLOWEEN como todos sabem é uma das mais importantes bandas da história do Metal. E apesar de muitos se atentarem apenas aos discos dos anos 80, o grupo sempre se manteve na ativa e sempre se manteve relevante na cena, lançando grandes álbuns.  Este “7 Sinners” é mais um deles. O novo disco da abóbora retoma os melhores, e mais pesados, momentos do grupo em sua fase Andi Deris. Músicas fortes que desfilam riffs cheios de groove e melodias, além de uma bateria consistente e os vocais rasgados de Deris que os diferenciam das genéricas bandas de metal melódico. Mais um grande trabalho na produtiva discografia do grupo alemão.


10-         The Clans Will Raise Again - Grave Digger

O caso do GRAVE DIGGER é um pouco diferente de outras bandas citadas. Aqui você já sabe o que vai ouvir quando coloca um novo disco deles para rodar. Sempre aquele Power Metal vigoroso com riffs poderosos e o vocal característico de Chris Boltendahl. E neste caso não é diferente, todos os elementos estão lá, como de costume. Porém, o que chama a atenção é a qualidade da banda em recriar essas fórmulas, sempre com esmero e obtendo resultados sempre positivos que culminam em verdadeiros petardos que fazem a alegria de qualquer headbanger que se preze.


Assim termina a lista de melhores discos de Heavy Metal de 2010. Como disse na abertura do texto, escolher estes álbuns foi tarefa das mais árduas. Até porque uma dezena é muito pouco, visto a quantidade de excelentes discos lançados no ano passado. Deixando que lançamentos de bandas fantásticas ficassem de fora, nomes como IRON MAIDEN, GAMMA RAY, OZZY, BLACK LABEL SOCIETY, VIRGIN STEELE, CIRCLE II CIRCLE, SHAAMAN, SOULSPELL, HALFORD, RHAPSODY OF FIRE entre tantas outras que tiveram grandes discos em 2010.

De qualquer forma, esta lista não representa a verdade absoluta e sim, o gosto pessoal deste redator, que espera ter feito boas escolhas. E para você, quais são os melhores discos de Heavy Metal de 2010?

Leia também:


4 comentários:

ISRAEL ISHELL disse...

Muitas vezes, como somos fãs incondicionais, não aceitamos ver nossas bandas favoritas fora de uma lista dos melhores do ano. Mas por exemplo, o novo CD do Iron Maiden, eu gostei, mas não é melhor que de muitas bandas citadas. Já o novo do Blind Guardian, eu considero um dos melhores da carreira, pois junta power, folk, speed, Symphonic e progressivo. Me lembra muito a fase barroca que estudamos em literatura na escola (não o estilo da música), mas o jogo de extremos (claro escuro), o Blind Guardian juntou sua fase antiga com a mais moderna.Excelente disco.
Se eu fosse falar de uma banda que pode ter faltado na lista eu lembraria o Death Angel, que lançou um disco muito bom.

Carlos E. Garrido - Café com Ócio disse...

É, Israel, esse novo do Blind Guardian é muito bom. Tive sérios problemas para optar entre ele e o álbum do Accept para colocar como melhor do ano.

O novo do Maiden chegou a estar entre os 15 que selecionei. Mas acabei colocando apenas os 10 primeiros. Também sou grande fã de Steve Harris e cia, mas não consegui achar o "The Final Frontier" melhor do que estes que listei.

Obrigado pelo comentário

Alemoa disse...

Temia que o CD do Angra não estivesse no seu TOP 10. Vi tanta gente falar mal do álbum que já estava me sentindo um ET por ter gostado dele. O show que fui aqui em Porto até deixou um pouquinho (bem pouquinho mesmo) a desejar, mas o álbum eu curti muito, principalmente as músicas que não foram tão trabalhadas pela banda na mídia como "Hollow", "Monster in her Eyes" e "Weakness of a Man".

Luciano Luck Lopes disse...

muito boa a lista eu acrescentaria apenas o Masterplan-Time to be king abraço grande lista

Postar um comentário

 
Café com Ócio | by TNB ©2010